Quinta, 23 de Novembro de 2017
Acusação
Populares acusam existência de "grupo de extermínio" envolvendo PMs no Cají após assassinato
Imagem: Arquivo
Publicado em 09/11/2017

Moradores do bairro Cají acusaram policiais da 81ª CIPM de terem executado dois jovens na noite desta quarta-feira (8), durante a noite. Segundo testemunhas, a casa onde os jovens foram mortos teria sido invadida, onde moravam os jovens e outros familiares.

"Agente contou cinco capsulas de bala e os corpos dos meninos estavam perto da cama e o menino estava cuidando do primo dele que era cadeirante. Um monte de tiro na cabeça e a porta deles foi arrombada", afirmou um dos vizinhos das vitimas que não quis se identificar.

A população afirma que tem "medo da Policia", já que segundo testemunhas, existe uma ação comandada por Policiais Militares que atuam na região como "grupo de extermínio". Os moradores realizaram uma manifestação onde queimaram pneus na praça da caixa D'água e o trânsito foi prejudicado durante a manhã desta quinta-feira (9).

Em nota a imprensa, a 81ª CIPM em Itinga destacou que os policiais da unidade foram chamados para atender a um chamado de manifestação que seguiu até as 9:30 da manhã. Sobre um posicionamento da PM em relação ao crime de quarta-feira a noite, não houveram maiores detalhes e nem registros sobre troca de tiros no período.

Por: Redação Lauro News Online
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2017 © Todos os direitos reservados - 10 usuários online - Páginas visitadas hoje: 8516