Sexta, 19 de Janeiro de 2018
Sem pagamento
Trabalhadores da educação acusam o não pagamento da segunda parcela do 13º salário no município
Imagem: Internet
Publicado em 21/12/2017

O sindicato dos trabalhadores da Educação Municipal em Lauro de Freitas relataram durante esta quarta-feira (20), que não foram pagos os valores referentes ao 13º salário pela Prefeitura do município.

De acordo com a ASPROLF, a prefeitura de Lauro de Freitas não depositou o vencimento na conta dos servidores da educação. E o mais grave, não se pronunciou sobre a falta de pagamento.

"Apesar de ter calendário oficial de vencimentos ultimamente a gestão municipal tem adotado a cultura do atraso e segue sem dar qualquer explicação para o não pagamento do 13º dos profissionais da educação", ressaltou a direção do sindicato ao Lauro News.

O ASPROLF, emitiu uma nota repudiando a ação que prejudica a vida financeira de pelo menos 3 mil trabalhadores e cobrou também o pagamento das avaliações dos professores, o que não acontece há quase 3 anos. Para os docentes a atitude da prefeitura municipal de não cumprir com uma obrigação prevista em lei, é reflexo do descaso da prefeita Moema Gramacho com a educação que durante todo o ano letivo de 2017, vem funcionando com escolas em situação precária.

A gestão municipal não se pronunciou diante as reclamações do sindicato durante o dia.

Por: Redação Lauro News Online
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 12 usuários online - Páginas visitadas hoje: 29220