Setor atacadista baiano cresce 8,7% Setor atacadista baiano cresce 8,7%
Crescimento
Setor atacadista baiano cresce 8,7%
Conteúdo publicado em 15/05/17
Apesar da severa recessão econômica do país, o setor atacadista e distribuidor da Bahia fechou o ano de 2016 com um ótimo desempenho. De acordo com um levantamento da consultoria Nielsen, em parceria com a Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (Abad) e a Fundação Instituto de Administração (FIA), que acaba de ser divulgado, o segmento apresentou, em relação a 2015, um crescimento real (descontada a inflação) de 8,7% – bem acima da média do país (0,6%). A estimativa é que as cerca de 600 empresas baianas faturaram, juntas, R$ 11,7 bilhões no período, o equivalente a 4,7% das vendas nacionais do setor (R$ 250 bilhões). O presidente da Associação dos Agentes de Distribuição da Bahia (Asdab), Antônio Cabral, informou que o crescimento nominal (sem o desconto da inflação) chegou a 15% (a média brasileira foi de 6,9%), tomando como base as 34 empresas baianas que participaram do ranking. Segundo Cabral, os investimentos em melhorias de gestão e tecnologia motivaram o incremento. “Os números, que refletem o consumo da população, seja de alimentos, higiene, produtos de limpeza, entre outros, também podem indicar um novo ciclo”, diz. Ele informou ainda que somente as 34 maiores empresas do setor no estado faturaram cerca de R$ 3,5 bilhões no ano passado, frente ao acumulado de R$ 3,05 bilhões em 2015. Juntas, estas companhias empregam atualmente 6.360 pessoas no estado.

Estado é o 7º no ranking nacional

Antônio Cabral ressaltou, no entanto, que, mesmo a Bahia respondendo por cerca de 10% do consumo nacional, o estado representa menos de 5% do setor atacadista e de distribuição no país, sendo o 7º no ranking nacional. “Temos muito espaço para crescer e gerar milhares de novos empregos, mas precisamos de incentivo, ante a forte concorrência de empresas de outros estados, que são estimuladas”, afirmou. Ele defendeu a necessidade de elevar a competitividade do setor na Bahia, com uma nova política tributária para a cadeia do abastecimento, que proporcione o crescimento, com aumento da arrecadação estadual, queda na sonegação e a geração de novos empregos. O setor atende aos estabelecimentos varejistas que não têm volume de pedidos para adquirir produtos diretamente dos fabricantes: 95% do abastecimento dos varejos tradicionais e dos pequenos mercados (um a quatro checkouts), 85% do abastecimento de bares e 45% do que é fornecido aos varejos de farmacosméticos. Em todo o estado, são cerca de 70 mil pontos de venda atendidos, inclusive nos lugares mais longínquos. As empresas baianas contam com uma frota de mais de 13 mil veículos.

The Beauty Box chega à Bahia

Uma dica para os fãs de produtos de beleza: Salvador acaba de ganhar as duas primeiras unidades da The Beauty Box – maior multimarcas de beleza do Brasil, controlada pelo Grupo Boticário. As lojas, localizadas no Shopping da Bahia e no Salvador Shopping, possuem espaços de 53 m² e 72 m², respectivamente, e comercializam mais de 100 produtos de maquiagens, perfumes, esmaltes e cosméticos de marcas nacionais e internacionais, a exemplo da Dior, Calvin Klein, Carolina Herrera, Givenchy, Lancôme, dentre outras. Os investimentos nas novas unidades somam recursos da ordem de R$ 2 milhões, com a geração de pelo menos 20 empregos diretos. “Salvador tinha uma relativa carência de lojas neste segmento. É um mercado importante e onde a gente espera encontrar um grande espaço para crescer e expandir”, afirmou Guilherme Reichmann, diretor da The Beauty Box. Ele disse ainda que a rede foi criada em 2012, dentro do plano de diversificação dos negócios do Boticário, e hoje já conta com 56 pontos de venda no país. “No início focamos muito o crescimento no Sul e Sudeste. A partir do ano passado, entramos em Recife. Faltava Salvador. Estamos bastante animados com essas novas operações”, afirmou o executivo, que destacou ainda como diferencial da rede a linha “Produtinhos da Beauty” – marca própria que conta com uma variedade de produtos para o corpo, banho, pele e cabelos. “São produtos exclusivos, de alta qualidade e com preços bem acessíveis”, assinalou o executivo, informando ainda que a rede irá inaugurar ainda este ano mais três lojas no país – em Curitiba (PR), Campinas (SP) e Ribeirão Preto (SP).

Mercantil Rodrigues comemora 56 anos

A rede Mercantil Rodrigues está completando 56 anos de atividade. Como parte das comemorações de aniversário, a rede está sorteando R$ 75 mil em vales-compra. Para participar da promoção, o cliente compra acima de R$ 150 e concorre a vale-compra no valor de R$ 500. O diretor de negócio do Mercantil Rodrigues, Eduardo Wanderley, informa que são cinco sorteios, com um total de 150 clientes contemplados, durante a campanha que vai até dia 4 de junho. O primeiro sorteio aconteceu na última sexta-feira e os próximos serão nos dias 19/5, 26/5, 2/6 e 9/6, na loja Mercantil Calçada, às 15h. Para participar dos sorteios, os cupons da promoção devem ser depositados nas urnas das lojas do Mercantil em Salvador, Feira de Santana, Lauro de Freitas, Juazeiro e Aracaju.

. Eduardo Odebrecht de Queiroz – neto do fundador do grupo Odebrecht, Norberto Odebrecht – não é mais presidente-executivo e vice-presidente do conselho de curadores da Fundação Odebrecht. Eduardo estava à frente da instituição há mais de dois anos.

. O Ministério da Fazenda autorizou a concessão de garantia da União à prefeitura de Salvador para celebrar um empréstimo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no valor de pouco mais de US$ 52,512 milhões. O recurso será destinado ao financiamento parcial do Programa Nacional de Desenvolvimento Turístico em Salvador (Prodetur Salvador). A autorização foi publicada no Diário Oficial da União.


Fonte: A Tarde Online

Rede News Online 2011 - 2017 © Todos os direitos reservados